Imortalidade digital: a era dos grandes dados

Krishma Carreira

Abstract


Vivemos em uma época de um imenso, veloz e variável volume de dados. Cada usuário da internet alimenta este big data ao longo da vida online e deixa pegadas digitais. A tecnologia evoluiu a tal ponto que nos permite alcançar a imortalidade no ciberespaço a partir da análise destas pegadas. Elas alimentam um sistema complexo de dados em constante adaptação. Neste artigo, nos concentramos na análise das propostas da Eter9 e da Eterni-me, que prometem uma vida digital ativa eterna. Abordamos também a possiblidade dada pelo Facebook e pela Google de nomear um herdeiro para o legado digital. Além disso, tratamos de projetos de grupos de cientistas que têm como meta produzir uma cópia das memórias humanas. Analisamos as implicações desta imortalidade virtual. Nos baseamos na teoria dos sistemas complexos, na cibernética, na ideia de pensamento computacional e na filosofia da tecnologia.

Full Text:

PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.